terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Feliz Natal Vaqueiro

Sei que tenho andado muito ausente, mas é por uma boa causa.
Muitas novidades vem por ai, boas claro, em breve partilharei convosco.

Recentemente recebi um  mimo Natalício da Vaqueiro e não podia deixar de partilhar com todos.
Juntamente um desafio de fazer uns "Sonhos de Natal", quem não gosta... de certeza que irei fazer, vai ser uma estreia, espero correr bem.

O presente é composto por uma mala térmica, um avental de Natal, uma embalagem vaqueiro liquida para bolos, uma embalagem vaqueiro para aves e outra para porco e a revista sabores para me deliciar a fazer coisas boas.






A todos um Feliz Natal
Xénia

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Parabéns josé Avillez




José Avillez tornou-se o primeiro português a conquistar duas estrelas do Guia Michelin para o seu restaurante Belcanto. O chefe de cozinha considerou que a "qualidade e a consistência dia a dia" justificam a distinção, que também é importante para Portugal.
 
O Guia Michelin Espanha e Portugal 2015, apresentado ontem à noite na cidade andaluza de Marbella, atribuiu a segunda estrela (‘excelente cozinha, vale a pena o desvio’) ao restaurante Belcanto (Lisboa), chefiado por José Avillez, um dos 14 espaços portugueses distinguidos na edição do próximo ano do guia, considerado uma referência mundial na qualificação de restaurantes.
 
"Estou muito feliz por mim, pela minha equipa, pela cidade e pelo país. Estamos a fazer história. O trabalho é duro, mas compensa. Mesmo que não tivéssemos ganhado , compensa, porque temos clientes muito felizes", disse o ‘chef’ à Lusa, em Marbella.
 
Avillez reconheceu que a projeção da alta cozinha portuguesa é muito inferior à de Espanha - o "guia vermelho" distingue, em 2015, um total de 194 restaurantes espanhóis, oito dos quais com três estrelas e 21 com duas. "Somos muito pequeninos ao pé da quantidade de estrelas que existe em Espanha, mas é um orgulho estar aqui a representar o nosso país", referiu.
 
Questionado sobre como justifica a atribuição desta distinção, o chefe de cozinha apontou "a qualidade e a consistência no dia a dia". "É muito importante para quem nos visita, em geral, mas para os inspetores , em particular, verem que dia após dia nós oferecemos a mesma qualidade, independentemente de quem seja o cliente, ao almoço ou ao jantar, à carta ou com menu de degustação, e que tentamos sempre fazer o melhor produto que há", considerou.
 
Sobre o futuro do Belcanto, Avillez reconheceu que cresce a responsabilidade, mas assegurou que vai prosseguir o trabalho que vinha desenvolvendo. O cozinheiro admitiu que a clientela possa crescer, mas disse que não está nos seus planos aumentar o preço da refeição - que atualmente ultrapassa os cem euros por pessoa.
 
José Avillez tem registado um percurso de crescimento rápido na gastronomia nacional. Depois de ter conquistado uma estrela Michelin para o restaurante Tavares, abriu o Belcanto e voltou a merecer essa distinção.
 
Em três anos, Avillez abriu seis restaurantes e passou de uma equipa de 12 pessoas para 160, até ao final deste ano. "Temos muitos projetos, fizemos muitas coisas nestes últimos três anos e não deixámos de evoluir no Belcanto. Temos uma grande equipa, com uma grande paixão pelo que fazemos e com muito trabalho e com a visão de que se fizermos mais e melhor somos recompensados pelos clientes", afirmou.
 
O diretor internacional dos guias Michelin apontou Portugal e Espanha como "dois dos destinos gastronómicos mais dinâmicos" no mundo, na apresentação da edição de 2015, que atribui um "número recorde" de estrelas a 183 restaurantes ibéricos.
 
O Guia Michelin Espanha e Portugal 2015 foi apresentado numa cerimónia que decorreu na cidade andaluza de Marbella, que contou com a presença de cerca de 350 pessoas, entre chefes de cozinha, representantes de entidades oficiais espanholas e empresários, sob forte cobertura mediática.
Michael Ellis, responsável internacional dos guias, - considerados uma referência mundial na classificação de restaurantes -, destacou que "a nível gastronómico, Portugal e Espanha são dos destinos mais dinâmicos e mais interessantes a nível mundial".
 
"Estamos a viver um magnífico momento de alta gastronomia. Este é um ano recorde para os dois países e está cheio de estrelas. Teremos 1.662 restaurantes na nossa seleção e 183 recebem estrelas", anunciou o diretor, na apresentação.
Fonte:Lusa

Xénia

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Bacalhau gratinado no forno com legumes


como se costuma dizer existe 1001 maneiras de fazer bacalhau, pode-se inventar inúmeros pratos que a meu ver ficam sempre bons.

Este foi mais uma invenção, utilizando o que havia em casa.


Ingredientes:

2 Postas de bacalhau (podem usar o bacalhau já desfiado)
1 Alho francês
2 Cenouras às rodelas
2 Ovos
2 Cebolas pequenas
2 Dentes de alho
Sal e pimenta a gosto
Azeite a gosto

2 Batatas em palitos grossos (podem usar a congelada)


Preparação:

Coza o bacalhau e desfaça em lascas grossas. Reserve.

Corte as batatas em palitos grossos e frite. Reserve.

Numa caçarola coloque azeite, a cebola às rodelas, o alho picado e deixe refogar.
Junte o alho francês e a cenoura às rodelas. Deixe estufar bem, por uns 20 minutos. Tempere com sal e pimenta a gosto.
Acrescente o bacalhau já desfiado. misture tudo muito bem.

Numa travessa de ir ao forno junte o preparado anterior.
Coloque por cima os ovos, previamente batidos e temperados com sal e pimenta.

Leve ao forno a gratinar.










segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Cardápio semana 9

As minhas sugestões para a próxima semana, espero que gostem.

Segunda feira
Coelho assado, a receita diz para ser feito na brasa, mas podem também fazer no forno.


Terça feira
Esparguete diferente


Quarta feira
Bifes rápidos com arroz de tomate


Quinta feira
Beringela recheada com legumes


Sexta feira
Pizza 3 estações


Fim de semana
Tagliattele com atum e feta ou se preferirem Tagliattele com marisco
Francesinha
Carne à portuguesa

E como é fim de semana, façam um Bolo de chocolate, de certeza que todos aí em casa vão adorar.

Xénia

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Francesinha

Ao pesquisar receitas para fazer francesinha deparei-me também com a história das francesinhas, não sei se é verdadeira ou não mas aqui vai:
Nasceram no Porto, “inventadas” na década de sessenta por um emigrante regressado de França. Ele decidiu dar um toque especial a uma receita tipicamente francesa, chamada "croque-monsieur". Esta especialidade típica é um snack muito apreciado nos restaurantes e cafés franceses.
Este homem teve a feliz ideia de improvisar e adaptar este prato aos nossos ingredientes e à nossa cultura, adicionando ao nosso paladar a magia de um molho que é a alma da receita.
Transformou um “simples” "croque-monsieur" em algo com mais alma, a transbordar de vida e de substância. Algo que qualquer português ou portuense nunca teria imaginado ser possível comer até à altura.
Depois do caldo verde, das tripas, da broa e do bacalhau, eis então que nasce a única receita gastronómica original portuense do século XX. A Francesinha.
Este “estrondoso” prato é hoje em dia uma das mais apreciadas iguarias da cidade, e é a especialidade de vários restaurantes locais dos mais chiques aos mais populistas.
A francesinha é portanto um prato do povo, para o povo comer, e presentemente com imensas variantes de receitas, (com variantes inclusivamente vegetarianas imagine-se) mas sempre com o mesmo espírito, de maneira a satisfazer todos os diferentes gostos das nossas gentes.
 
Ingredientes:
6 Fatias de pão de forma
8 Fatias de queijo
2 Bifes de vaca pequenos
2 Salsichas frescas
2 Linguiças
2 Fatias de fiambre
Sal e pimenta q.b. 
Para o molho:
1 Cebola
4 dl de cerveja
3 colheres (sopa) de polpa de tomate
0,5 dl de brandy
0,5 dl de Vinho do Porto
1 colher (sopa) de margarina
1 colher (sopa) de farinha maisena
1 cubo de caldo de carne
1 folha de louro
Leite q.b.
Sal e picante q.b. 
 
Preparação do molho:
Descasque a cebola, pique-a grosseiramente, deite para um tacho, junte a margarina e o louro, leve ao lume e deixe cozinhar até ficar douradinha. Adicione a polpa de tomate, o caldo de carne e a cerveja e deixe ferver. Dissolva a farinha maisena num pouco de leite e junte ao tacho, em fio e mexendo sempre. Retifique o sal, tempere com picante, mexa, junte o brandy e o Vinho do Porto e deixe ferver. Passe pelo passador de rede e leve de novo ao lume brando para aquecer.
Corte as salsichas ao meio, depois novamente ao meio no sentido do comprimento e tempere-as com sal e pimenta. Corte também as linguiças da mesma maneira. Tempere igualmente os bifes com sal e pimenta. Grelhe os bifes, as salsichas e a linguiça a gosto.
Torre ligeiramente as fatias de pão e distribua duas fatias por dois pratos. Cubra com uma fatia de fiambre, junte depois o bife e coloque outra fatia de pão. Adicione então a salsicha e a linguiça, cubra com uma fatia de queijo e o restante pão. Junte então três fatias de queijo por cima de cada conjunto, leve ao forno a 200ºC até derreter, retire e sirva quentes regadas com o molho.
 
 




Podem acompanhar com ovo estrelado e batatas fritas.

Xénia

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Sabia que.... castanhas

Durante muito tempo acreditou-se que o castanheiro tinha sido importado do Irão no século V antes da era cristã e, por meio de cultura, se tinha propagado por toda a Europa. Estudos recentes provam, no entanto, que o castanheiro comum, o outro nome que lhe é atribuído entre nós, é oriundo da Península Ibérica. Atualmente, podem encontrar-se por toda a Europa belas matas de castanheiros. Em Portugal, esta árvore cresce um pouco por todo o país em bosques e montanhas até 1.300 metros.

 
Componentes
As folhas e a casca são muito ricas em taninos, os frutos contêm glúcidos, lípidos e prótidos, pectina, mucilagem, amido e sais minerais e vitaminas B1, B2 e C. A farinha de castanha contém cerca de 6 a 8% de proteínas. A castanha fresca é uma boa fonte de vitamina C, de tiamina (B1), de piróxila (B6), de potássio (K) e de fósforo.


Utilizações
Muito nutritiva, a castanha teve um papel primordial na alimentação de vários povos ao longo da história. É também conhecida como o pão dos pobres e possui verdadeiras propriedades anti anémicas e tónicas. Era outrora utilizada como alimento base em anos de más colheitas. É antissética, estomacal e ajuda a corrigir problemas de atraso no crescimento das crianças, anti-hemorrágica, combate problemas de varizes e hemorroidas, náuseas, vómitos e diarreias.

As folhas jovens cozidas na primavera podem ser utilizadas para acalmar ataques de tosse.
A casca da castanha, misturada com a casca do carvalho e folha de nogueira em decocção pode ser aplicada em irrigações vaginais para estancar hemorragias uterinas.
O chá de folhas de castanheiro, ao contrair as mucosas, inibe os ataque de tosse violenta, daí ser recomendado contra a tosse convulsa, bronquite e expetoração. 
É ainda utilizado em gargarejos.
Em casos de garganta inflamada, pode ainda ser utilizada para aliviar dores reumáticas, de articulações e musculares.

O uso de castanhas na culinária
A castanha é um farináceo de inverno. Convém tirar a pele antes de a consumir, pois esta tem sabor bastante amargo. Destaca-se facilmente quando ainda quente e depois de cozida ou assada. Pode incorporar-se em sopas, saladas e recheios, a farinha da castanha pode misturar-se com outras farinhas na confeção de bolos, pão, crepes gelados e pudins.


Contraindicações
O chá das folhas está contra indicado em diabéticos, crianças com menos de 10 anos, grávidas e em casos de amamentação.

Bom São Martinho
Xénia

Como utilizar o Wok



É um utensílio de cozinha que já se tornou indispensável, apesar de haver ainda muita gente em Portugal que pouco ou raramente o utilize e o faça quase sempre da mesma maneira.

O wok permite saltear, grelhar e até cozinhar ao vapor todo o tipo de alimentos de forma rápida e com pouca gordura. Antes de comprar, pense para quantas pessoas sai cozinhar. O tamanho mais comum para um wok de 36 cm que dá para três a quatro pessoas. Antes de o usar, lave com água quente e um pouco de detergente.

Com o wok ao lume, passe um papel levemente embebido em óleo vegetal, em toda a superfície. Depois, enxague com água e deixe secar. Depois de usar, deixe arrefecer e lave com água quente, usando uma esponja macia. Não esfregue nem use detergente para preservar o revestimento. Para secar, aqueça durante um ou dois minutos e limpe com papel absorvente.

Como utilizar:
- Para grelhar
Não necessita de gordura. Deixe o peixe ou a carne marinar por alguns minutos (o sumo de limão é uma boa opção) em seguida coloque no wok previamente aquecido.
- Para saltear
Corte os alimentos em pedaços pequenos, de tamanho e espessuras iguais, para a cozedura ser rápida e preservar a cor, textura e o seu valor nutritivo. Aqueça primeiro o wok e depois deite óleo vegetal em fio nos lados. Quando o óleo estiver quente, junte a comida e mexa continuamente.
- Para cozer ao vapor
Introduza um pouco de água no wok. Coloque uma grelha sobre a qual vai depositar um cesto para cozer a vapor ou uma placa com os alimentos a preparar. Ferva a água e cubra o wok com tampa. Esta é uma forma muito saudável de preparar legumes.

Xénia

Cardápio semana 8

As sugestões para a próxima semana.

Segunda feira
Carne a portuguesa

Terça feira
bacalhau no forno com cenoura

Quarta feira
Bifes peru com pasta de cogumelos e broculos

Quinta feira
Esparguete com legumes

Sexta feira
Lombo porco assado com legumes

Fim de semana
Caldo verde
Borrego com legumes salteados
Trutas recheadas

Sobremesas
Pudim terra
Peras bebadas

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Mercado do Mel em Cascais


 
 
De 27 a 30 de novembro, o Mercado da Vila em Cascais, faz mostra dos méis de várias regiões do país. O Mercado do Mel, com a presença dos produtores, vai ser palco para reavivar memórias e tradições em torno do mel e das suas diversas aplicações.


Com entrada gratuita este Mercado do Mel, fará mostra de uma vasta gama de méis de diversas regiões do país. Uma exposição e venda que se espraiará por diferentes produtos decorrentes da atividade apícula, como o mel puro, a geleia real, a cera de abelha.

A confeitaria em torno do mel e a cosmética também não serão esquecidas.

Isto num mercado que pretende ser um “ponto de encontro privilegiado para recuperar algumas tradições, receitas e novos conhecimentos sobre o mel, assim como as suas várias utilizações gastronómicas e medicinais”, saliente a entidade organizadora, a DNA Cascais.

No Mercado do Mel não faltará também animação musical, artesanato urbano e uma área dedicada aos mais pequenos.

O evento decorre na quinta-feira e sexta-feira das 12h00 às 22h00 e sábado e domingo das 10h00 às 22h00.


Fonte: Sapo sabores


Xénia

Festival dos Miscaros


 
A par do Míscaros - Festival do Cogumelo, o Município do Fundão irá organizar, entre os dias 10 e 23 de novembro, a Mostra Gastronómica Fundão, Aqui Come-se Bem - Sabores do Cogumelo, em 16 restaurantes do concelho beirão.

Neste festival irão participar os restaurantes Boguinhas, Divino Lounge Bar, Dom Martim Prazeres da Beira, Moagem d’Avó, O Eclipse, Marisqueira Bela Vista, Hermínia, Alambique D’ Ouro, Mario’s, O Pierrot e O Beiral (todos no Fundão), O Mário e Gruta da Beira (Cruzamento de Alcaria – EN 18), O Fiado (Janeiro de Cima), O Lagarto (Castelo Novo) e o Hotel Rural Casa da Eira (Pêro Viseu).

Com esta mostra gastronómica pretende-se que sejam criados e recriados pratos típicos regionais e ligados ao acervo gastronómico do concelho do Fundão, permitindo preservá-lo e enriquecê-lo, assim como valorizar e defender o cogumelo como produto gastronómico de excelência.

Os cogumelos silvestres são, desde tempos imemoriais, uma forma das populações do Pinhal complementarem a sua alimentação e o seu rendimento familiar, uma vez que a região do Fundão sempre foi um habitat privilegiado de diversos tipos de cogumelos silvestres, tais como os Frades, Tortulhos e Míscaros, estando desta forma a iguaria enraizada na gastronomia local.

Para saber mais sobre o Festival dos Mìscaros.

Xénia

Feira da castanha em Marvão





No fim-de-semana de 8 e 9 de novembro a vila alentejana de Marvão prepara-se para assar e comercializar perto de cinco toneladas de castanha. Trata-se de mais uma Feira da Castanha - Festa do Castanheiro. Não faltarão outros petiscos regionais e muita música. Esta é a 31ª edição de uma festa que deixa em rebuliço, com a presença de 20 mil visitantes, a pacata vila alentejana de Marvão, situada num penhasco (Serra de Sapoio), a 800 metros de altitude. A 8 e 9 de novembro o outono ganha assim nesta terra raiana os tons e os sabores da castanha assada. Mais de cinco toneladas de castanha, um dos mais importantes produtos para a economia da região, serão degustadas e vendidas durante feira.

Nas ruas de Marvão estarão dispostos diversos assadores de castanha assada. Também nas ruas e praças marcarão presença os produtores de castanha, assim como de outros produtos da região, nomeadamente os queijos e enchidos, os vinhos, os méis e os licores. Os visitantes serão convidados a provar o pão e pastel de Castanha de Marvão.

O evento contará, ainda, com a apresentação do livro «Sabores do Alto Alentejo na sua cozinha».

A animação desta feira fica assegurada com a presença de um circo, teatro de rua e música popular. O palco principal (Largo do Terreiro) vai acolher as interpretações musicais dos Voodoo Marmalade, Cant’areias, Cabra Cega, Mimo’s Dixie Band, Xumbo Torto e Domingos e Dias Santos.

Esta festa da castanha e do castanheiro decorre em paralelo com a quinzena gastronómica da castanha que decorre nos restaurantes locais até 16 de Novembro.

 
 
Xénia

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

O Jogo da Pirâmide

Para todos brincarem um pouco a ao mesmo tempo aprenderem. Basta clicar no link abaixo e vamos colocar os alimentos nos sítios certos.


Link: Jogo da pirâmide


Pirâmide Alimentar


Xénia

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Limpar o frigorifico


A limpeza certa do frigorífico é, antes de uma questão de higiene, uma questão de saúde. A prática incorreta pode contaminar os alimentos e fazer mal à saúde. Lembre-se de desligar o aparelho da tomada, seguir as instruções do fabricante, e mãos à obra.

Antes de começar a tarefa, separe caixas térmicas (de preferência com gelo) para evitar que os alimentos fiquem expostos à temperatura ambiente por muito tempo. "Aproveite para verificar as validades de todos os produtos e jogue fora os alimentos vencidos”.

Depois de limpar o frigorífico, reduza bastante a temperatura interna, e espere até que ela se estabilize. "Não forre ou cubra as prateleiras com tecidos, plásticos, papelão ou qualquer outro material que dificulte a circulação do ar".

 Lave as embalagens com água e detergente neutro, antes de armazená-las no frigorífico. A única exceção são frutas, legumes e verduras, cuja higienização deve ser feita imediatamente antes do consumo. "A humidade ocasiona a deterioração mais rápida e diminui o tempo de vida útil desses alimentos".
 
Recomendo mantê-los em recipientes fechados ou embalagens plásticas próprias na parte inferior do frigorífico (menos fria). Alimentos perecíveis, como carne e o peixe devem ficar nas prateleiras superiores (mais fria). Os alimentos cozidos, de preferência, vão para as prateleiras do meio. Abra a porta somente quando souber exatamente o que quer ir buscar, para evitar alterações frequentes de temperatura.
 
A porta não é o lugar ideal para guardar os ovos, porque o abre e fecha faz com que ele perca refrigeração.
 
Por fim, lembre-se de manter o frigorífico em local ventilado e longe de fontes de calor, como o fogão ou a luz do sol.



Xénia


 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Usar as formas de gelo com criatividade


Práticas, as formas de gelo são grandes aliadas na hora de deixar qualquer bebida gelada. Contudo, usando a criatividade, é possível usá-la para o preparo de doces e outros cubinhos que facilitam o quotidiano na cozinha.

 A dica é usar as formas de gelo de silicone, que são mais fáceis de higienizar e de “desenformar”. Veja abaixo ideias para usar a forma de gelo.
 
Ervas aromáticas, como Alecrim, Tomilho, Salsa, Coentros. Veja a receita abaixo:
 
 
 

Polpa de tomate, uma ideia para aproveitar tomates.
 
 

Cerejas em cubos de gelo, muito refrescante.
 


Chocolate e morangos, uma sobremesa fácil e muito boa.
 

congelar Pesto, sempre que precisar está em praticas doses.
 
Xénia

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bolinhos dos Santos

E no fim de semana foi assim Bolinhos dos Santos ou Broa dos Santos.

O Bolinhos dos Santos é típico da região centro, que se realiza no dia 01 de Novembro, onde as crianças costumam pedir bolinhos.
Noutras regiões também deve existir outras variantes dos bolinhos,  se quiserem podem enviar as vossas receitas, gostaria de saber nas diversas regiões o que fazem neste dia. Publicarei as receitas.



Ingredientes:

Dá para 20 bolinhos

1 Colher café de canela
1 Colher café de erva doce
120ml de azeite
150ml de leite morno
100g de manteiga amolecida
100g de passas
2 Ovos + 1 ovo batido
30g de fermento
300g de açúcar
600g de farinha de trigo
Amêndoas e nozes a gosto



Coloque numa tigela, a farinha, açúcar, erva doce, canela, manteiga, 2 ovos e misture tudo muito bem.

dissolva o fermento no leite morno, e junte ao preparado anterior. Amasse muito bem até obter uma massa homogénea.

Adicione o azeite aos poucos e amasse sempre que ao adicionar. Junte os frutos secos e amasse sempre muito bem.

Faça bolinhas e coloque num tabuleiro de ir ao forno, previamente untado com manteiga. Deixe levedar 30 a 40 minutos.

Pincele os bolinhos com ovo batido e polvilhe com açúcar.

Depois leve ao forno a 200ºC durante 20 a 25 minutos.








Xénia

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bifes de peru em pasta de cogumelos e broculos

Para quem me conhece sabe que não sou de receitas complicadas, gosto do mais simples possível e saboroso também.
Esta foi mais uma invenção cá de casa, mas até que correu bem.

As fotos não ficaram a melhor coisa do mundo, mas acho que dá para ter uma ideia de como os bifinhos ficam e da pasta. Espero que gostem e que alguém experimente.

Dou algumas alternativas, porque não somos obrigados a gostar de tudo, e geralmente as receitas dão para substituir alguma coisa.




Ingredientes:

4 Bifinhos extra finos de peru (alternativa frango)
1/2 cuvette de cogumelos inteiros frescos (alternativa podem usar os de lata)
1/2 Brócolos (alternativa podem usar espinafres)
1/2 Lata de leite de coco (alternativa natas)
2 Dentes de alho
Azeite a gosto
Sal a gosto
Pimenta preta moída na altura a gosto


Temperar os bifes com o sal e pimenta.

Numa frigideira colocar uma a duas colheres de azeite e saltear o alho picado, os cogumelos e os brócolos. Deixar apurar por uns 5 minutos. Temperar com sal e pimenta.
Triturar com a varinha mágica.

Estender cada bife e barrar com a pasta. Enrolar e colocar num tabuleiro de ir ao forno.

Ainda na frigideira onde fez a pasta coloque o leite de coco, caso tenha restado pasta aproveite e junte ao leite de coco também, não se desperdiça nada.
Deixe levantar fervura.

Regue os bifes com o molho e leve ao forno a 180ºC durante uns 20 minutos.


Para acompanhar fiz um arroz branco de alecrim, basta juntar à água de fervura o alecrim.




 
 


Bom apetite
Xénia

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 2 de novembro de 2014

Cardápio semana 7

E mais uma semana para preparar. Aqui vão algumas sugestões:


Segunda feira
Bifes de atum no forno, podem acompanhar com batata ou  Salada de cuscus para acompanhar o atum

Terça feira
Escalopes de peru com arroz primavera

Quarta feira
Se restar sobrinhas podem aproveitar e fazer um rolo de massa folhada, utilizar-sobras-rolo-de-massa-folhada

Quinta feira
Perca com migas

Sexta feira
Bacalhau assado no forno

Fim de semana
Camarão com molho cervejeira
espetadas a minha moda
Arroz de tamboril

Sobremesas:
almofadas de pera
Bolo de chocolate














 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 31 de outubro de 2014




 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Carne à Portuguesa

Ingredientes:

Carne de porco limpa de gorduras: 1 kg

Batata para fritar: 1 kg

Massa de pimento: 4 colheres

Folha de louro: 1

Azeite: q.b.

Alho: 4 dentes

Meio frasco de Pickles:

Vinho branco: 50 cl

Coentros: q.b.

Sal: q.b.

 

Depois de retirar todo o excesso de gordura que a carne tenha, corte-a em cubos médios. Num recipiente tempere a carne com o sal, a massa de pimento, os alhos picadinhos, o louro, o vinho branco e reserve meia hora.

Depois numa frigideira, deite o azeite e a carne já temperada e em lume brando, tapada, deixando cozer a carne com o vinho.

Descasque e corte as batatas em cubos médios e ponha a fritar ao mesmo tempo que frita a carne.

Conforme for fritando as batatas vá reservando num recipiente à parte.

Retifique o sal e a pimenta se necessário.

Vá mexendo a carne, apague o lume, não deixando secar todo o molho. Com a carne já frita, junte as batatas, os pickles cortados aos bocadinhos, os coentros também picadinhos. Envolva tudo muito bem.




Xénia

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Feijoada


Ingredientes:


320g entrecosto

200g pé de porco

120g carne de vaca estufar

100g orelha de porco

50g chouriço de carne

80g farinheira

60g chouriço preto

300g couve lombardo

300g feijão encarnado, utilizei em lata já cozido

3 Cenoura

1 Cebola

2 Dentes de alho seco

100g tomate maduro

30cl vinho branco

3 Folhas de louro

Azeite a gosto

Sal a gosto

Cominhos a gosto

 

Tempere a orelha, o chispe e o entrecosto (cortado em cubos) de um dia para o outro.

Coza a orelha e o chispe em água temperada com louro. Depois de cozidos, corte a carne e o chispe. Prepare um refogado com cebola, alho e azeite. Adicione a carne de vaca e deixe estufar durante 15 minutos. Refresque com vinho branco e junte o entrecosto e os enchidos inteiros. Tape e deixe estufar mais 10 minutos.

Adicione o tomate e a cebola, cortados em cubos e a couve-lombarda cortada grosseiramente. Retire os enchidos e acrescente o feijão cozido, com alguma água da sua cozedura. Aromatize com cominhos moídos e junte os enchidos (cortados em rodelas), a orelha e o chispe já cortado.

Retifique os temperos e deixe apurar em lume lento, durante 5 a 10 minutos.

Coloque numa travessa e finalize com uma concha de molho. Decore com as rodelas de farinheira e de chouriço preto e sirva com arroz branco.

 




Bom apetite
Xénia

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 26 de outubro de 2014

Esparguete com legumes

Ingredientes:

Esparguete normal
Esparguete picante

2 Pimentos, vermelho e verde tamanho grande
1 Beringela
1 Alho francês
1 Cenoura
1/4 couve flor
1 Cebola média
2 Latas de atum
Azeite a gosto
Sal e pimenta a gosto.

As quantidades de esparguete foram pequenas, a "olho" porque foi para duas pessoas apenas.

Lavar todos os legumes, retirar sementes e corta-los aos pedacinhos e às rodelas o alho francês e a cenoura.

Cozer o esparguete em água e sal até ficar "al dente".

Refogar numa caçarola com azeite todos os legumes. Temperar com sal e pimenta a gosto. Deixar por uns 10 minutos. Juntar o atum e envolver bem.

Juntar o esparguete, envolver bem e servir.









 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...