terça-feira, 30 de setembro de 2014

tirinhas de beringela gratinadas no forno

Ingredientes:

1 Beringela
Queijo da ilha ralado
Azeite a gosto


Cortar a beringela no sentido do comprimento em tiras (mais ou menos 1cm de largura).

Colocar num tabuleiro de ir ao forno, regar com azeite e colocar o queijo a gosto por cima.

Levar ao forno durante cerca de 15 minutos.

Muito fácil de fazer, e fica muito bom e nutritivo.






informações complementares:

Tempo de preparação - 15 minutos
Dificuldade - Fácil
Vegetariano - Não
Para crianças - Sim
Ingrediente principal - Beringela
N.º de porções -  2
Prato - Acompanhamento

Xénia

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Aproveitar limões - Conservas

Para quem tem muitos limões em casa, necessita de soluções para os aproveitar e não desperdiçar.

Podem congelar o sumo para mais tarde usar no tempero da comida ou fazer limonadas. Basta colocar o sumo em sacos de cubos de gelo, assim usem as doses individuais.

A raspa podem aproveitar para aromatizar sal ou guardar em caixinhas plástica e congelar para mais tarde usar sempre que necessário.

Desta vez decidi fazer conservas de limões, mais tarde dá para temperar a comida.

Ingredientes:

6 Limões
100g de sal grosso
Pimenta do reino
Gengibre fresco
Tomilho fresco

Esterilizar o frasco e cobrir a base com sal. (utilizei 3 frascos pequenos, podem optar por um só grande)

Cortar 4 limões em pedaços com casca.

Colocar os pedaços de limões, a pimenta, gengibre ralado e o tomilho fresco.

Coloque mais um pouco de sal.

Espremer o sumo de 2 limões (aproveite a raspa para congelar ou aromatizar sal), colocar o sumo no frasco.

Encher o restante do frasco com agua.

Colocar na dispensa ou outro sitio durante cerca de um mês, mexendo de vez em quando.







Xénia

Pimentos recheados com risoto de cogumelos

Ingredientes:

200g de cogumelos frescos
250g de risoto
Caldo de legumes a gosto
2 dentes de alho
1 Cebola média
Queijo parmesão ralado a gosto
Azeite/manteiga a gosto
Sal, pimenta e vinho branco a gosto


Laminar os cogumelos frescos.

Fazer um refogado com azeite, cebola picada e o alho.
Juntar primeiro o arroz e alourar, depois o vinho branco (para 250 g de arroz 2 colheres de sopa), depois os cogumelos, mexendo com frequência.

Quando não cheirar mais a vinho, cobrir de novo o arroz com caldo de legumes (que deve estar a ferver noutra panela).

Quando o caldo estiver quase todo evaporado,  juntar uma nova quantidade para cobrir e repetir mais 1 vez.

Quando estiver cozido, mas ainda com caldo, ligar com manteiga, adicionar parmesão ralado e temperar ao gosto.

Se necessário adicionar mais caldo ou água. O risoto deve ficar a cair da colher. Deixar repousar um pouco antes de servir.

Depois de feito, podem optar e deixar assim como acompanhamento ou rechear uns pimentos e levar um pouco ao forno com mais queijo por cima.








informações complementares:

Tempo de preparação - 25 minutos
Dificuldade - Médio
Vegetariano - Sim
Para crianças - Sim
Ingrediente principal - Arroz
N.º de porções -  4
Prato - Acompanhamento

Xénia

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Filetes de alabote no forno com legumes

Para quem nunca ouviu falar em alabote, aqui fica algumas informações. Eu nunca tinha experimentado e fiquei fã. comprei os filetes no Continente, não sei se em outro hipermercado existe.
 

A época de pesca do alabote é no Verão e no Outono, quando se apresenta fresco e de óptima qualidade. O alabote congelado está disponível durante todo o ano. O alabote é grande. Não só em popularidade e valor nutritivo, mas também em tamanho. É realmente um dos maiores dos peixes de água salgada e pode pesar até 70 quilos. O alabote pode ser encontrado tanto no Atlântico como no Oceano Pacífico, sendo as espécies do Atlântico as maiores em tamanho. O alabote é delicioso. Com um sabor ligeiramente doce mas suave, é um peixe magro que apresenta uma carne de fina textura e branca como a neve.
Contém pouca gordura e é muito rico em fósforo, potássio, iodo, cálcio e vitaminas do grupo B



Ingredientes:

2 filetes de alabote
1 Beringela média
1 Alho francês
2 Pimentos vermelhos pequenos
Cogumelos frescos a gosto
Cebolinho, manjericão e salsa a gosto
1/2 Embalagem de queijo da ilha ralado
Sal e pimenta a gosto
Sumo de limão
Azeite a gosto


Colocar os filetes numa travessa de ir ao forno.
Regue com sumo de limão a gosto.

Fatiar a beringela  na longitudinal (podem até usar um descascador de legumes).
Cortar o alho francês as rodelas.
Lavar os pimentos e retirar as sementes, e partir às tiras.
Partir os cogumelos.

Colocar os legumes por cima dos filetes, pela ordem acima referida (primeiro a beringela, o alho francês, os pimentos e os cogumelos) Entre as camadas temperar com sal, pimenta a gosto, cebolinho picado, salsa e manjericão picados e azeite.

Colocar o queijo ralado por cima e regar com um fio de azeite e levar ao forno a 180ºC durante cerca de 20 a 30 minutos.

Acompanhei com esparregado.

Obs.
Os legumes são opcionais, podem usar outros, eu tinha esses em casa.




 




informações complementares:

Tempo de preparação - 30 minutos
Dificuldade - Médio
Vegetariano - Não
Para crianças - Sim
Ingrediente principal - Peixe - Alabote
N.º de porções -  4
Prato - Principal

Xénia

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Chamuças de carne


Ingredientes:

1 Embalagem de massa filo
250g de carne de vaca picada
6 Dentes de alho
1 Cebola grande
2 Colheres de sopa de caril
1 Colher de chá de gengibre ralado
2 Colheres de sopa de coentros
3 Colheres de sopa de manteiga
2 Colheres de sopa de leite de coco
1 Colher de chá de sumo de limão
Piripiri a gosto
Farinha
Sal a gosto

 

Numa frigideira derreta a manteiga e adicione a cebola picada, o alho picado e o gengibre. Deixe fritar até alourar a cebola.

Junte o caril, sal e piripiri a gosto. Acrescente o sumo de limão, o leite de coco e por fim a carne picada. Envolva bem e deixe refogar em lume brando cerca de 15 minutos. Adicione então os coentros picados e mexa bem. Retire do lume e deixe arrefecer. Tenha em atenção que a carne deve ficar praticamente sem molho.

Prepare a massa cortando tiras de 5 cm de largura. Coloque uma porção de recheio numa das pontas da tira e comece a dobrar em triângulo até ao fim. Para colar a extremidade, dissolva farinha em água e pincele, pressione para colar.

Frite em óleo bem quente.





 
 
informações complementares:

Tempo de preparação - 15 minutos
Dificuldade - Médio
Vegetariano - Não
Para crianças - Não
Ingrediente principal - Carne
N.º de porções -  4
Prato - Entrada
 
Xénia

Livros - Sessenta receitas para petiscar com o chefe Vítor Sobral


 



Hoje trago-vos um livro, Vítor Sobral  de volta aos livros. Desta feita, à cozinha em formato Petisco. No seu novo título, “Petiscos da Esquina”, o chefe apresenta-nos das bifanas aos pregos, das moelas às amêijoas. São 60 receitas para “picar” com a família, amigos ou a sós.

Petiscar faz parte da cultura portuguesa, um estar à mesa arreigado às nossas tradições. Portugal é, desta forma, um país rico no que respeita à comida para “picar”. É essa diversidade que o Vítor Sobral transpõe para a sua mais recente obra, “Petiscos da Esquina”, uma edição Casa das Letras (Grupo Leya), um título que nos remete para os restaurantes geridos pelo chefe, a Tasca da Esquina e a Cervejaria da Esquina.

O livro apresenta seis dezenas de petiscos pensados ao pormenor e que podem ser cozinhados em nossa casa. Das bifanas e dos pregos às amêijoas, passando pelas saladas de polvo, pica-pau, passarinhos, moelas, entre muitos mais petiscos para todas as ocasiões.

Há, assim, propostas a Frio, para as tardes de verão; ao Natural, cujo sabor reside na qualidade dos produtos; a Quente, petiscos à temperatura certa e a Ferver, petiscos cuja alta temperatura aguça temperos e realça aromas.

Vítor Sobral é uma referência da gastronomia nacional. Conhecido pela sua forma muito pessoal de interpretar e modernizar pratos tradicionais portugueses. É mestre a conservar temperos e sabores tipicamente nossos. Nascido em 1967, enraíza a sua matriz de sabores nos paladares do litoral alentejano. O seu percurso levou-o aos restaurantes mais conhecidos, tendo hoje os seus próprios espaços na Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina, em Lisboa.

A obra com 212 páginas chega aos escaparates com o preço de 18,9 euros.

Enrolados de salsicha fresca e maça em massa filo

Ingredientes:

6 salsichas frescas
1 embalagem de massa filo
1 Maça das grandes trituradas em pedacinhos muito pequenos
1 embalagem de queijo ralado mozarela
Pimenta do reino a gosto
Azeite a gosto

Retirar a pele às salsichas, basta dar um golpe na longitudinal e sai bem.
Colocar o conteúdo das salsichas numa tigela e misturar com todos os ingredientes.

Estender a massa e pincelar com azeite entre as folhas. Fiz retângulos com 3 folhas cada.
Fazer rolinhos. Pincelar por cima com azeite
Levar ao forno a 200ºC durante cerca de 20 minutos, até a massa ficar dourada.

Servir como entrada ou petisco.





Bom apetite.

Lombos pescada com couve salteada

Ingredientes:

4 Lombos de pescada
Cebolinho a gosto, usei muito
Queijo mozarela ralado, 1 a 2 colheres
1 pimento, usei do vermelho
Sal e pimenta a gosto
Azeite a gosto

Para a couve:
1 Couve chinesa
2 Colheres de sopa da mistura indiana, ver abaixo.



Colocar os lombos num tabuleiro de ir ao forno
Numa tigela colocar o queijo, o cebolinho picado, sal e pimenta e um pouco de azeite.
Regar os lombos com a mistura.

Colocar tiras de pimento por cima. Levar ao forno a 180ºC, durante uns 20 a 30 minutos.

Numa caçarola, frigideira, colocar a couve partida às tiras. Acrescentar azeite e o molho. Deixar em lume brando até a couve reduzir de tamanho e ficar tenrinha.









 
Xénia

Setúbal - Festival da Ostra em meia centena de restaurantes


 
Para os amantes das ostras.

A ostra setubalense está em destaque num festival gastronómico a realizar entre 27 de setembro e 12 de outubro em meia centena de restaurantes de Setúbal, certame que inclui uma sessão de cozinha ao vivo e uma exposição.

Durante os 16 dias do Festival da Ostra, os estabelecimentos de restauração participantes nesta iniciativa gastronómica apresentam ementas com receitas deste molusco bivalve, servido ao natural ou em pratos mais criativos.

No último do certame, a 12 de outubro, às 18h00, na Casa da Baía, é dinamizada a sessão de cozinha ao vivo “Afinal havia… Ostras”, com Célia Rodrigues, da NeptunPearl.

A participação na atividade de live cooking, mediante o pagamento de seis euros, requer inscrição prévia, até dia 9 de outubro, através do telefone 265 545 010 ou do endereço eletrónico gatur@mun-setubal.pt

O Festival da Ostra, promovido pela Câmara Municipal de Setúbal no âmbito de um conjunto de certames gastronómicos dedicados a diversas espécies de peixe e marisco, tem o apoio das empresas Lallemand e Makro.
Mais informações:
outras informações

Xénia

terça-feira, 23 de setembro de 2014

almoço das vindimas - Feijoada de coelho

O almoço das vindimas 2014 foi assim:
 
Ingredientes:
 
1 Coelho partido em pedaços 
Couve lombarda a gosto
3 Cebolas grandes
3 Cenouras
5 Dentes de alho
Azeite, sal, pimenta, piripiri, louro a gosto
1L vinho branco
Rodelas de chouriços a gosto
1 lata de 400/500 gr de feijão branco já cozido
Água para cozedura

 
Cozer a couve à parte só com agua e sal e reservar

Refogar as cebolas picadas, o alho picado, o louro e as cenouras ás rodelas;
Juntar o coelho apenas para alourar um pouco e os chouriços;
Juntar o vinho e deixar ferver até esgotar o vinho;
Juntar um pouco de agua se necessário --- se o coelho não estiver ainda bem cozido;

juntar as couves partidas grosseiramente e o feijão e envolver tudo suavemente para não triturar a couve e o feijão .. rectificar os temperos se necessário.

Acompanhar com arroz branco
 

 
 
Xénia

Moelas

Ingredientes:


1 kg de moelas
3 Cebolas médias
2 Dentes de alho
3 Folhas de louro
3 Tomates médios  .. ou polpa de tomate
2 dl de água
2 dl vinho branco
Azeite, sal, pimenta e piri piri a gosto
 

Preparação:

Lavar bem e cortar as moelas em pedaços (não demasiado pequenos)

Picar a cebola e o tomate e refogar com o alho e o louro em azeite, juntar o vinho e as moelas;
Juntar a água aos poucos.

Deixar cozer bem até que as moelas fiquem tenras, no fim retificar os temperos e colocar piri piri a gosto.
 
 
 
Bom apetite
Xénia


 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Lisboa - À mesa com Garrett McNamara num almoço com sabores da Nazaré



O restaurante Sacramento do Chiado, em Lisboa, recebe a 27 de Setembro um almoço inteiramente dedicado à gastronomia nazarena com uma seleção de vinhos da Rota dos Vinhos de Lisboa. Um almoço que contará com a presença do surfista Garrett McNamara.

O evento “Nazaré em Lisboa” vai contar com a presença do presidente da autarquia, Walter Chicharro e de Garrett McNamara, embaixador daquela região.

Assinado pelo chefe António Alexandre, o almoço tem no carapau o principal protagonista, apresentando-se nesta degustação em diversas criações, entre as quais Wraps de carapau com tremoços e azeitonas e a Pizza de carapau e legumes do Valado.

A sopa de peixe e marisco e um tártaro de peixe de mar e algas dão as boas-vindas aos convidados seguindo-se uma caldeirada de robalo, lulas e camarão acompanhada por uma nuvem de batata. Para a sobremesa estão reservados sabores tradicionais desta região como a Maçã, a Pera Rocha do Oeste e a cenoura do Valado.

A acompanhar as criações do chefe António Alexandre estarão algumas das melhores referências da Rota dos Vinhos de Lisboa: Branco Mar de Lisboa, da Quinta da Chocapalha, Branco Arinto Fernão Pires, da Quinta dos Plátanos, e Tinto D. Carlos Cabernet Sauvignon 2010, da Quinta D. Carlos.

Para mais informações de preços e contatos consultem o link abaixo:
 
Xénia

Algarve: oktoberfest dá a conhecer bebida e comida tradicional alemã



De 26 de setembro a 1 de outubro, o Biergarten, o Jardim de Cerveja do VILA VITA Parc, acolhe mais um Oktoberfest, o grande festival da cerveja e da comida tradicional da Alemanha.

Cervejas e iguarias típicas da Baviera, com menus especiais para crianças, são as estrelas da tradicional festa da cerveja, numa semana animada com a banda Müncher Gaudiblosn.

É a altura do ano mais alegre do Biergarten, que vai ter ementas especiais de iguarias alemãs como salsichas tradicionais, pretzels, queijo fundido Obazda, carnes frias, pickles, pão aromatizado com cebolinho, pernil de porco crocante com chucrute, salada de batata tradicional e, é claro, o struddel de maçã. Toda a salsicharia servida no Biergarten é feita artesanalmente com carne biológica proveniente da Herdade dos Grous, sem conservantes nem aditivos, no talho contíguo, pelo mestre talhante Thomas Weber.

Mais informações consultem o link:
 
Xénia

Abrantes - Quinzena Gastronómica destaca as migas e a doçaria local




De 20 a 30 de setembro em Abrantes os “Sabores do Tejo” são migas e podem ser degustadas em 14 restaurantes do Concelho. Quinze dias que também servirão para destacar a doçaria local.

Este é um evento que, de acordo com a autarquia local, “visa preservar e promover o património gastronómico abrantino e a sua cozinha tradicional”.

À mesa dos 14 restaurantes participantes neste “Sabores do Tejo” vão chegar pratos tendo por base o peixe, as migas e a caça. Isto não esquecendo produtos como o azeite, os doces tradicionais e vinhos.

A próxima edição do “Sabores do Tejo” é dedicada aos pratos de caça e terá lugar entre 18 a 31 de outubro.

Para saberem os restaurantes aderentes consultem o link abaixo:
 
Xénia

sábado, 20 de setembro de 2014

Cardápio semanal

Para ajudar a economia de casa, nada melhor que fazer a ementa para a semana toda. Facilita a ida ás compras e a preparação.
Assim sugiro:

Segunda-feira
Bacalhau assado com grelos e batatas

Terça-feira
Fricasse de frango, acompanhado com um Arroz de coentros

Quarta-feira
Salmão no forno, podem acompanhar com batatas no forno ou Batatas salteadas com ervas

Quinta-feira
Bifes rápidos no forno com arroz de tomate

Sexta-feira
tagliatelle com marisco


No fim de semana geralmente temos mais tempo para elaborar umas refeições e podemos aproveitar algumas sobras da semana:

Folhado de bacalhau - sobras
Quiche de salmao com legumes
Pimentos recheados com sobras

Podem também aproveitar o fim de semana e fazer algo docinho:

Cheese cake de maracujá
Torta Viana

Bom apetite
Xénia








sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Cogumelos recheados

Ingredientes:

Cogumelos grandes para rechear
1/2 tomate picado
Queijo mozarela
Rúcula a gosto
Sal e pimenta a gosto

Retirar o pé dos cogumelos e reservar para uma outra receita.
Colocar dentro do cogumelo, algumas folhas de rúcula, o tomate picadinho e o queijo por cima. Temperar com sal e pimenta.
Levar ao forno a 180 ºC durante cerca de 10 a 15 minutos.




Xénia

Fondue dos pobres


Já tinha publicado esta receita, só que na altura não tinha fotos. Agora aqui vai novamente mas com direito a foto. Esta receita é também para participar na iniciativa "Há vida para além da massa de atum - Desafio. Os blogs são:

Cozinha da ovelha negra
Coisas e coisinhas



Ingredientes:

1 Pão alentejano ou outro
3 ou 4 Qualidades de queijo ralado (mozarela, emmenthal, da ilha, etc.), utilizei os pacotes pré preparados de 4 queijos.
1 Cebola
4 a 5 Dentes de alho
1 embalagem bacon em cubos
salsa a gosto
1 pacote de natas


"Recorta" uma tampa no pão, e tira-lhe todo o miolo, reserva.
Coloca o bacon na frigideira (sem manteiga ou azeite), até ficar meio tostadinho;
Pica a cebola e os alhos bem picadinhos e junta-se ao bacon
Envolver até formar uma espécie de pasta. Colocar as natas numa tijela (grande) e adiciona a pasta e salsa a gosto Mistura bem e juntam as 3 ou 4 qualidades de queijo
Envolve o preparado muito bem e espalha por toda a carcaça do pão, envolve-se em papel alumínio, e leva-se ao forno por cerca de 20 min.


Depois de dez minutos, convém mexer o preparado, de forma a termos certeza de que fica "cozinhado" por igual e coloca-se o miolo também no forno, à volta do pão, para que fique também tostadinho.
Serve acompanhado do miolo e/ou de mini torradas assim que sai do forno.





Bom apetite
Xénia

Como eliminar os maus cheiros na cozinha



É sempre desagradável abrir o frigorífico e apanhar com uma baforada de comida deteriorada, ou ter de conter a respiração quando se abre a tampa do caixote do lixo, pior ainda, quando a canalização resolve dar um odor da sua graça... Conheça alguns dos truques mais usados para evitar estas situações.

Lavatório – Uma limpeza geral após lavar a louça costuma ser suficiente, mas se os maus cheiros persistirem, experimente tapar o ralo e deitar água bem quente com raspas de limão ou de laranja durante a noite. Uma medida mais radical recomenda verter um litro de vinagre acabado de ferver no sifão. Assim livra-se dos maus cheiros e desinfeta toda a área sem recorrer a produtos químicos.

Frigorífico e congelador – É importante que tenham uma limpeza regular e que não estejam a abarrotar de coisas, até porque evita o excesso de consumo de energia. Pelo menos uma vez por mês, reveja prazos de validade e verifique o estado dos alimentos. Limpe as prateleiras com um simples pano embebido em água quente e detergente lava-tudo. Ou recorra à velha solução de 50% vinagre, 50% água. Outro truque é deitar um pouco de café em pó numa chávena, trocando-os de três em três dias, para absorver os maus cheiros.

Caixote do lixo – Sempre que o lixo cai para fora do saco, é essencial lavar com água e detergente. No dia-a-dia, esfregar com sumo de limão ou cascas de laranja ajuda a evitar maus odores. A separação dos resíduos é muito importante: plásticos, papel e vidro devem ficar em contentores separados e serem reciclados devidamente.

Caixas, tupperwares e companhia – Quando são sujeitos a anos e anos de uso, temperaturas extremas, cortes, etc. podem acabar por se deformar e acumular maus cheiros. Antes de os deitar fora, e porque não estamos em época de desperdício, experimente deixá-los algumas gotas em água quente e bicarbonato de sódio.

Frituras – Nada mais enjoativo do que tomar o pequeno-almoço com o cheiro dos fritos do dia anterior… Há uma solução muito prática: espetar alguns cravos-da-Índia numa laranja e deixar atuar na cozinha durante a noite. O mau cheiro desaparece. Há também quem deite um pouco de vinagre num frasco aberto, escondido da vista; ou quem coloque uns paus de canela em água a ferver enquanto cozinha, para contrabalançar o odor do óleo.

Geral – Claro que há nada como a rotina de bons hábitos de limpeza para manter toda a cozinha livre de maus cheiros. Mas um jardim vertical de ervas aromáticas pode contribuir bastante para um aroma agradável durante todo o ano, com a vantagem de poder ter sempre pratos bem temperados.

Xénia

 

 

Lanches bons para o regresso às aulas



Planear pequenas refeições nutritivas, fáceis de transportar, saborosas e apelativas para os nossos filhos comerem na escola parece exigir um misto de conhecimentos de matemática, biologia e artes visuais. Mas não é necessária nenhuma licenciatura para preparar a lancheira. Basta um pouco de bom senso e alguma variedade.

1 - Adeque as quantidades de alimentos ao apetite do seu filho. Uma criança que anda sempre a petiscar pode precisar de uma mega sanduíche mista com várias camadas, mas quem é mais arisco pode apenas querer de uma simples fatia de pão com queijo creme.

2 – As sanduíches são muito versáteis, porque permitem variar tanto o tipo de pão (de trigo, mistura, integral, com sementes, etc.) como o próprio recheio. Para fugir do habitual queijo ou fiambre, experimente uma sanduíche de sobras de frango assado desfiadas misturadas com o mínimo de maionese; um pouco de atum ou sardinha de conserva; uma mistura de requeijão com mel e nozes ou até, para os miúdos mais requintados, umas fatias de salmão fumado. Um truque para que eles comam vegetais sem refilar: misture na sanduíche umas folhinhas de alface, agrião ou umas fatias de pepino ou tomate. Ficam maravilhosas com o pão.

3 – Comer cinco peças de fruta e vegetais por dia é uma recomendação da Roda Alimentar que todas as crianças aprendem na escola. Dê o exemplo e inclua sempre frutos fáceis de descascar, como tangerina ou banana, ou que se possam comer à dentada, como a maçã. Uma caixinha com pedaços de melão, uvas ou outra fruta já cortada e lavada é sempre uma boa opção.

4 – Uma lancheira térmica é um bom investimento para quem leva comida de casa todos os dias. Embale os alimentos individualmente, para prolongar a sua frescura o mais tempo possível. Nos dias mais quentes, sumos, águas, iogurtes e até frutas podem ser congelados, pois estarão prontos a consumir à hora do lanche. Escolha materiais leves, laváveis, fáceis de abrir e transportar – os tupperwares de todas as cores, tamanhos e feitios são ideais. E não vale a pena gastar muito dinheiro, porque o mais certo é desaparecerem misteriosamente ao fim de algum tempo.

5 – Evite alimentos demasiado processados ou açucarados. Batatas fritas de pacote, bolos industriais e barras de chocolate são relativamente baratos e práticos, mas pense como o consumo regular deste tipo de produtos vai prejudicar a saúde do seu filho a longo prazo. Obesidade, problemas cardíacos, diabetes e outras doenças relacionadas com o excesso de peso podem ser prevenidas com lanches saudáveis desde a mais tenra infância.

6 – Para os dias especiais, como testes ou aniversários, aposte numa fatia de bolo caseiro, num snack de cereais saudáveis ou numa apresentação mais cuidada. Uma mensagem de carinho inesperada escrita no guardanapo poderá fazê-lo sorrir durante todo o dia – mesmo que o esconda dos amigos.

Xénia

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Dão em festa com programação especial


 


A Quinta de Lemos e o restaurante Mesa de Lemos participam na festa das vindimas “Viseu & Vinho Dão Festa”, entre 18 e 21 de setembro. Participação nas vindimas, provas de vinho e degustações são algumas das atividades previstas.

A Quinta de Lemos, em Silgueiros, abre as suas portas a 20 de setembro para receber todos os que queiram participar das vindimas. Os participantes poderão vivenciar todo o processo de vinificação, da apanha das uvas à adega, sempre acompanhados por Hugo Chaves, enólogo da Quinta de Lemos. 

Este é um programa apropriado para famílias e tem um custo de 20€/pessoa, incluindo um kit de participação e ainda a degustação de um menu preparado com alguns produtos e receitas regionais. Os participantes podem inscrever-se em dois turnos: o primeiro grupo participará das 10h00 às 13h00 e o segundo grupo das 16h00 às 19h00.

Além da Quinta de Lemos, outras cinco quintas e produtores fazem parte do evento: Quinta de Reis, Quinta Vinha Paz, Quinta da Falorca, Quinta da Turquide e Quinta Pedra Cancela. Para mais informações e inscrição, basta aceder ao site oficial do evento Viseu e Vinho Dão em Festa.

 
Restaurantes aderentes

Para informações ou efetuar reservas, vá aqui.

 Xénia

Gastronomia – Saberes com Sabores de Portugal nas lojas Lidl



Vinhos, queijos, enchidos, são apenas algumas das propostas de sabor bem português que estarão em destaque nas lojas Lidl a partir de 18 de setembro. Produtos que dão o mote à campanha Saberes com Sabores.

As lojas vão ter disponíveis produtos selecionados típicos das várias regiões, para que as famílias possam fazer uma verdadeira viagem de sabores de Norte a Sul do país, sem sair da mesa. Os vinhos do Douro, o queijo da Serra ou a alheira de Mirandela fazem parte da lista alargada de produtos disponíveis nas lojas em todo o país.

Para tirar maior partido dos saberes estará também disponível uma revista especial com receitas elaboradas pelo chefe Hernani Ermida especialmente para o efeito com sugestões de vinho e dicas de peritos reconhecidos como Paulo Laureano.

Esta campanha Saberes com Sabores pretende ser uma celebração dos produtos genuinamente portugueses. Uma iniciativa que procura “despertar as melhores memórias de cada um, com produtos nacionais, de qualidade e a um preço competitivo”, refere a marca Lidl em comunicado.

Mais informações:
 
Xénia

Palmela: Comeres e Beberes da taberna em Feira Medieval


 

De 26 a 28 de setembro, o castelo de Palmela recua até à Idade Média para dar a conhecer as origens das suas tradições e sabores.

Há dança aérea, torneios, jograis, falcoaria, mercado medieval, danças antigas, jogos e combates no programa de festas, com vários comeres de sabor medieval e beberes nas tabernas.

Entrada 1 dia: €2,00; 3 dias: €4,00


Para consultarem o programa da festa, ver link abaixo:
Programa

Xénia

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Esparguete colorido gratinado com atum e legumes

Um esparguete diferente, rápido, para aqueles dias que chegamos a casa, chove torrencialmente e não apetece fazer muito, hihihihihi.

Ingredientes:

Esparguete a gosto, usei o esparguete de várias cores
Legumes a gosto, usei 1 pimento verde e 1 vermelho, 1 tomate, 1 beringela pequena, 1 alho francês
2 Latas de atum
1 Lata de cogumelos laminados
Queijo da ilha ralado a gosto
Azeite a gosto
Ervas aromáticas a gosto, usei tomilho, coentros e manjerona
Gengibre a gosto
Sal e pimenta a gosto


Cozer o esparguete "al dente" em água e sal

Cortar todos os legumes aos cubos e colocar numa travessa de ir ao forno. Temperar com as ervas aromáticas e um fio de azeite, sal e pimenta.
Colocar o atum por cima e os cogumelos.
Por ultimo colocar o esparguete, de forma a cobrir todas as camadas de baixo.
Polvilhar com o queijo.

Levar ao forno a 170 Cº durante cerca de 30 minutos.





Bom apetite.

Xénia



terça-feira, 16 de setembro de 2014

Nova parceria Gradirripas

A Cozinha da Xénia tem o prazer de informar uma nova parceria com a empresa Gradirripas





Para quem ainda não conhece a Gradirripas, Lda é uma empresa familiar, propriedade da família Violante, oriunda de Pernes, concelho de Santarém, situada bem no centro do país. Com ligações ao sector há já dois séculos, os actuais proprietários fazem parte da quinta geração de uma família tradicionalmente ligada à produção de artigos em madeira. Um saber que remonta aos finais do século XIX, quando Manuel dos Santos Violante trabalhava a madeira como uma verdadeira arte.

A sociedade com a actual designação de Gradirripas – Artigos em madeira Lda., foi constituída em 2006 e dedica-se, sobretudo, ao fabrico de tábuas de corte e de mesa, e de outros utensílios para cozinha, bem como embalagens em madeira para vinhos e produtos gourmet.

A madeira utilizada no fabrico dos artigos provém, essencialmente, de pinhais da região centro de Portugal, adquirida a produtores que asseguram a sustentabilidade das florestas. Para tal, são feitas novas plantações em substituição das árvores abatidas para a indústria.

A Gradirripas só adquire madeira a fornecedores devidamente legalizados, sujeitos a fiscalizações periódicas no que respeita à origem da madeira e ao controlo do nemátodo do pinheiro. A madeira é sujeita a secagem em estufa, onde permanece o tempo necessário para garantir um produto de qualidade, isento de humidades e do vírus do nemátodo, que tem atingido as florestas portuguesas. A madeira trabalhada pela Gradirripas é devidamente identificada através do passaporte fitossanitário, que acompanha cada lote de matéria-prima adquirido.

A Gradirripas conta actualmente com 12 colaboradores experientes, especializados nas diferentes fases do trabalho da madeira. A qualidade do produto final é reconhecida no mercado nacional e internacional, em particular no Reino Unido, Holanda e Estados Unidos da América. É para o Reino Unido que se destina a maior parte da produção, em especial tábuas Jamie's Italian, marca sob a qual o conhecido cozinheiro Jamie Oliver comercializa os seus utensílios de cozinha.
 
Para quem quiser adquirir:
 
JAMIE'S ITALIAN
As tábuas de Jamie Oliver podem ser encomendadas através do site
 
GRADIRRIPAS
Loja O Pião
R. Engenheiro António Torres, 162, Pernes, Santarém
Aceitam encomendas através de www.gradirripas.pt

 

 


Xénia