quinta-feira, 10 de março de 2016

JÁ ADERIU AO CABAZ DO PEIXE?

Uma associação de Sesimbra criou este conceito baseado em frescura e sustentabilidade para vender o seu peixe. E convida agora a uma degustação de produtos para perceber melhor como funciona.
créditos: AAPCS
Cabaz do Peixe dá a conhecer este projeto através de demonstrações culinárias, com degustação na sexta-feira, 11 março às 18h; e no sábado, 12 março, às 12h, no Espaço Fortuna Artes e Ofícios, em Palmela (sem necessidade de reserva).
O cabaz do peixe consiste na venda de peixe fresco, proveniente da pequena pesca artesanal maioritariamente de anzol, do porto de Sesimbra, uma pesca sustentável que garante uma maior frescura e qualidade de pescado.
O peixe é comprado aos pescadores locais pela AAPCS – Associação de Armadores de Pesca Artesanal do Centro Sul, uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo permitir aos pescadores a venda do seu pescado a um valor mais justo.
Ao fazer parte deste projeto, o consumidor está a consumir produtos locais, a contribuir para a sustentabilidade dos recursos pesqueiros e da pequena pesca. Um “cabaz do peixe” é composto por três quilos de três ou mais espécies de pescado pelo preço de 20 euros.
O peixe já vem escamado e eviscerado, pronto para ser cozinhado. O cliente não escolhe que espécies de peixes pretende, mas pode indicar até três espécies que não quer que venham incluídas, entre Abrotea, Areeiros, Besugo, Boga, Cabra, Cantarilho, Carapaus, Cartas, Cavala, Choupa, Corvina, Faneca, Pata-roxa, Peixe-espada Preto, Pescada-branca, Polvo, Pota, Raia, Safio, Salema, Sarda, Sardinha (só no verão) e Xaputa.
artigo do parceiro:

Sem comentários:

Enviar um comentário