sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Ingrediente Rei – COUVE LOMBARDA

 


A couve enquanto espécie tem muitas variedades diferentes. Originalmente, este vegetal surgiu de forma espontânea nas costas do Mediterrâneo, especialmente França e Itália. Ao longo dos tempos o seu cultivo permitiu apurar e melhorar algumas características e, em simultâneo, criar novos tipos de couve. A família é muito vasta e vai desde a couve branca e macia até aos brócolos e à couve-flor.
 
Closeup of a savoy cabbage - outdoor shot
 
Sobre a couve lombarda em particular, subespécie denominada Brassica oleracea sabauda, foi desenvolvida nas costas sul de Inglaterra e Norte de França, no Canal da Mancha. É um dos tipos mais cultivados em Portugal e, nutricionalmente, é rica em vitamina C, fibras e sais minerais, como o potássio e o cálcio. Salsichas enroladas nas folhas desta couve é um dos pratos mais conhecidos, mas pode usar-se numa infinidade de outras receitas, nomeadamente sopas e cozidos.
Ao comprar, verifique o estado das folhas, que devem apresentar-se firmes, sem marcas de insectos e sem partes podres ou murchas. Pode também comprar couve lombarda embalada e já cortada em quartos ou metades. Nesse caso, certifique-se que não está seca na face do corte, o que indicaria que está cortada há alguns dias.

Fonte: Teleculinária

Sem comentários:

Enviar um comentário