terça-feira, 4 de outubro de 2016

Ingrediente Rei – BACALHAU

 


Tradicionalmente presente na mesa dos portugueses, o bacalhau é um dos alimentos
 
 
Bacalhau (Custom)
 
mais consumidos em Portugal. Pode ser confeccionado de várias formas e na ceia de Natal não é excepção, é regra.
À semelhança dos restantes peixes, o bacalhau é de fácil digestão, apresentando-se como um peixe magro, rico em proteínas de alto valor biológico e pobre em gordura. As suas reservas de gordura encontram-se no fígado, de onde se extrai o óleo de fígado de bacalhau, rico em vitaminas A e D.
Por ser um peixe de águas frias é uma fonte de ácidos gordos ómega 3, que possuem um efeito protector ao nível cardiovascular. É ainda muito rico em minerais como o cálcio, fósforo, iodo, ferro e potássio, assim como em vitaminas do complexo B.
 
Muitas vezes considerado um peixe pouco recomendado em dietas de emagrecimento, o bacalhau possui apenas 80 calorias por cada 100 gramas. O que é preciso ter em atenção é o modo de confecção, porque se lhe acrescentarmos natas, batatas fritas, ou outros ingredientes, acabamos por aumentar, em muito, o valor calórico dos pratos de bacalhau e, assim, os benefícios que este poderia trazer, acabam por se perder.
 
É vendido habitualmente seco e salgado, apesar de já se encontrar demolhado e ultracongelado. Todo o processo de salga e seca é natural, não sendo adicionada qualquer substância que possa alterar as suas propriedades nutricionais.
 
Consoante a altura das postas, o bacalhau deve ser demolhado entre 24 a 48 h, sempre num ambiente refrigerado, de modo a impedir a proliferação de bactérias. Se ficar bem demolhado reduz o seu teor de sódio, não sendo necessária a adição extra de sal.
 
Fonte: Teleculinária

1 comentário: